Versos & Versões - Panis et Circensis

Agora é hora de conhecer um pouco mais sobre a banda Boca Livre. Eles, que foram homenageados pelo músico Luís Wagner há alguns dias aqui no programa, são especialistas em criar novas roupagens em clássicos da MPB. Mas, antes disso, vamos ouvir o Versos e Versões?


Durante toda a sua carreira, o Boca Livre se especializou em dar uma nova cara a músicas brasileiras já consagradas. Para entender bem o que estamos dizendo, seguem alguns exemplos:

- Panis et Circensis:
Música composta por Caetano e Gil, a versão original dessa música foi gravada pela banda paulista Mutantes, e foi lançada em 1968, no clássico álbum "Tropicália ou Panis et Circensis". O Boca Livre lançou essa música em seu álbum homônimo, lançado em 1983.

- Oriente:

Música composta e interpretada por Gilberto Gil e lançada em 1972, no álbum "Expresso 2222". O Boca Livre regravou essa canção em 1994, dentro do seu álbum gravado ao vivo, "Song Boca".

Nuvem Gigana:

Música lançada no antológico álbum "Clube da Esquina", composta por Lô Borges e Ronaldo Bastos, e interpretada por Milton Nascimento. Essa canção foi lançada pelo Boca Livre em 1992, no álbum "Dançando pelas sombras"


Participações:

Além de criar versões para músicas já gravadas, o Boca Livre também é conhecido por participar de várias e várias parcerias musicais. Vamos conferir algumas delas:

Edu Lobo - O Trenzinho do Caipira

Participaram do álbum "Camaleão", lançado em 1978. Além de "O trenzinho do caipira", também participaram das músicas "Canudos" e "Sanha da Mandinga"



Guilherme Arantes - Brasília:

Participaram do álbum "Coração Paulista", lançado em 1980, na música "Brasília".


Ivan Lins - Pierrot Apaixonado
Além dessa música, lançada em 1997 por Ivan Lins no álbum "Viva Noel", o Boca Livre esteve mais duas vezes com o músico: nos álbuns "Anjo de Mim" (1997) e "Acariocando", de 2006.


E o que vem por aí?
Na próxima quinta-feira, 03 de abril, teremos um Programa Antiquário novinho em folha. Dessa vez iremos até Salvador, na Bahia, para mostrar o que é que a baiana tem. Ou ao menos uma das mais ilustres delas, Gal Costa! E a homenagem fica por conta de outra baiana, a cantora Vércia. Não deixe de conferir mais esse programa! Confira abaixo no cartaz, para marcar na agenda e na memória!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Antiquário #16 - Guilherme Arantes

Músicas do Antiquário #24, com Carlos Barros

Antiquário #24 - Ary Barroso